Previous
Next

III PLENÁRIA UNIFICADA – UENF

O manifesto construído a partir das últimas duas Plenárias Unificadas da UENF obteve mais de 1.000 assinaturas de apoio! Leia na íntegra:

UENF NA LUTA PARA BARRAR O PROJETO DE PRIVATIZAÇÃO DE WITZEL!

Nenhum direito a menos! Defendemos as universidades públicas, fundações e empresas estaduais do Rio de Janeiro: a vida vale mais que o lucro!

Nós, servidoras e servidores estaduais, professoras, professores, estudantes da graduação, pós-graduação, trabalhadoras e trabalhadores da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF), posicionamo-nos contrários ao Projeto de Lei (PL) 2419/2020 que propõe a privatização das Universidades Públicas, Fundações e Empresas Estaduais do Rio de Janeiro. Manifestamos à Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (ALERJ) e à sociedade civil nossa visão e propostas:

1- Repudiamos a atitude do governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel (PSC) que, em meio à pandemia, enviou na véspera do feriado de Tiradentes, à noite, o PL da privatização (PL 2419/2020), numa tentativa antidemocrática de retomar o Programa de Desestatização e revogar artigos que salvaguardam as universidades estaduais (UERJ, UEZO e UENF), empresas públicas e fundações.

2- Somos contrários ao ajuste proposto pelo governo Witzel que ameaça não pagar o salário dos servidores a partir de julho de 2020. As trabalhadoras e trabalhadores, bem como os (as) bolsistas e a população fluminense não podem pagar a conta da crise! Em meio à pandemia global causada pelo novo Coronavírus, as universidades brasileiras se destacam na produção de conhecimento que ajuda no combate à doença. Pesquisadores (as) e pós-graduandos (as) de diversas universidades públicas, como a UENF, estão usando seus laboratórios para produzir insumos para ajudar abastecer o sistema de saúde e tecnologia que permite produzir respiradores pulmonares em menos de duas horas, com um custo 15 vezes mais barato que os modelos disponíveis no mercado. Esses casos são exemplos da importância da pesquisa de ponta produzida nas universidades públicas brasileiras que não visa ao lucro e sim, à vida e bem-estar da população.

3- Para reverter a penalização dos servidores e serviços públicos, propomos que sejam destinados recursos para a saúde, pesquisa e direitos sociais da população através da suspensão do pagamento da dívida. Para ser ter uma ideia, no início da pandemia, o Banco Central destinou R$1 trilhão e 200 milhões ao sistema financeiro, enquanto o orçamento da saúde de 2020 tem menos R$20 bilhões de reais por conta da Emenda Constitucional (EC) 95. Em meio à pandemia, precisamos de mais dinheiro para salvar vidas e investir nos serviços e servidores públicos ao invés de priorizar o sistema financeiro. Por isso, defendemos a imediata revogação de Emenda Constitucional 95 que congelou o orçamento público por 20 anos e que o Estado não aplique as medidas de privatização, congelamento de salários e demissão impostas pelo Regime de Recuperação Fiscal.

4. Convocamos todos os parlamentares do Estado do Rio de Janeiro a se posicionarem contrários ao PL 2419/2020 e a se somarem na luta em defesa das Universidades Públicas, Fundações, Empresas Estaduais e da vida do povo do Rio de Janeiro

Participe da III Plenária organizada por docentes, discentes e técnicos –  Link: https://bit.ly/3reuuenf

Gostou do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email